Os Resultados do G20

Parecer (MichaelKhazin, um economista, do odnako.org): “O resultado foi tão insignificante que eu realmente não sei o que escrever. Primeiro de tudo, nenhuma medida específica para salvar a Grécia foi anunciada; o referendo escandaloso que poderia ter levado a Grécia sair da zona do euro foi cancelado.

“Na verdade, o fato de que a mídia dedicou mais tempo a este cancelamento do que a cúpula é muito significativo. Como a Grécia poderá pagar a dívida reduzida é ainda uma questão. Após o alívio da dívida, o nível da dívida continuará a ser o mesmo que no início da operação de “resgate” da Grécia.

“A mídia relatou que na reunião de cúpula, que durou dois dias, os países dedicaram mais tempo à questão do estimulo econômico e o crescimento em uma escala global, ao invés de problemas específicos. Mas, a partir das conclusões do encontro não é óbvio como manter a demanda agregada sem cair e se isso poderá mesmo ser feito.

“Como alguém pode falar de estimular a economia, sem formular a razão para este estímulo,qual deverá ser efeito da estimulação, qual é o custo dessa estimulação e, finalmente, quando isso vai se completar? Mas estas questões são um completo mistério para aqueles que seguem os líderes políticos do mundo.

“O anfitrião da cúpula, Sarkozy, anunciou um aumento nos recursos do FMI para ajudar a crise da dívida. Mas a quantidade de dinheiro necessário para resolver todas as questões não foi especificada. E aqui estamos falando de trilhões por ano, que são inexistentes e, portanto, não há nada para se alegrar com ainda. Mas já que os representantes do G20 não discutiram este tema, não há ninguém para argumentar com ele.

“Outra declaração importante foi feito por Obama, que disse que ele foi capaz de negociar a flexibilidade de yuans com a China. Se é bom ou ruim essa é a questão porque a China não é geralmente inclinada a compromissos e a concessão poderia significar que a economia da China não esteja tão bem assim e o yuan pode começar a depreciar.

“É importante notar que, além de Grécia , o encontro também discutiu a questão da dívida pública italiana, que ultrapassou 120 por cento do seu PIB, e o fato de que a situação na Itália está rapidamente caindo como a da Grécia. Na verdade, eu realmente não sei mais o que escrever.

“A crise está se desenvolvendo em silêncio, a demanda agregada está caindo, os riscos no setor financeiro estão crescendo, o desemprego está aumentando, e a agitação social está aumentando. O G20 se comporta como se tudo estivesse quieto e calmo, e apenas alguns pequenos borrões no contexto geral da economia global que exigem pouco esforço para corrigi-los.

“O espetáculo é bastante patético e triste. Não é interessante discutir o assunto. Eu tenho escrito várias vezes que esses caras não podem ser reformados: Não só eles não querem, mas também não podem fazer nada, pois eles não têm alavancas de controle, mesmo a linguagem que pode descrever os problemas atuais. A ciência não sabe o que fazer com eles. Mas enquanto eles estão no poder, vamos ver nada além de demagogia. E a crise vai continuar !”

[60174]

Comente