Arrependimento Do Egoismo Mais Terrível No Mundo

Dr. Michael LaitmanPergunta: Como eu posso verificar a mim mesmo, a fim de ter certeza que estou me movendo de acordo com as instruções das fontes originais, ao invés de estar me submetendo ao meu próprio egoísmo?

Resposta: Com essa intenção, há o mês de Elul, o último mês do ano. O mundo foi criado cinco dias antes da criação do homem, e o dia em que o homem foi criado é chamado o primeiro dia do novo ano. Esses últimos cinco dias representam os cinco níveis antes do nível humano, as cinco fases. E você precisa verificar o seu mundo, ou seja, o seu ambiente.

Afinal, você vive e percebe a si mesmo em relação ao seu ambiente, você se verifica em relação a ele. Vocês vivem juntos, você e seu ambiente. Então, antes de você “nascer” como humano, verifique o ambiente que o rodeará. Assim, você será capaz de ver que tipo de pessoa você será.

Que ambiente você escolhe? Em outras palavras, o que você quer de sua vida, o mundo inteiro, o grupo e os livros, e o que você ouve do seu professor? Verifique como você se relaciona com tudo isso e o que você deseja alcançar.

Isto não é fácil. A pessoa se depara com um cálculo muito difícil aqui. A opinião da sociedade exterior exerce uma grande influência sobre nós, nos forçando a continuar perguntando: “Onde estou e onde está todo mundo? Há milhões, bilhões deles, enquanto eu sou apenas um”. Não é fácil manter-se no caminho, se este for um caminho pessoal, e não um caminho comumente aceito entre as massas.

Aqui, você precisa se manter afastado da confusão. De acordo com quais critérios você verifica este caminho? Ele não é avaliado de acordo com os padrões das pessoas comuns. E você não precisa acreditar em ninguém; tudo pode ser verificado e analisado. Assim, realize esta análise e construa o seu próprio relacionamento com o ambiente, o professor, os livros e o Criador. Isto é chamado de “arrependimento” do mês de Elul.

Estes esclarecimentos são muito delicados, e se tornam cada vez mais delicados com o tempo. É como se eles estivessem suspensos no vazio, sem apoio de terra firme, senão pela fé acima da razão. Isso porque, tendo verificado tudo no seu ego, você precisa se separar completamente dele e construir o seu relacionamento espiritual acima dele.

Sem o egoísmo, sem verificar dentro dele, você não pode verificar a si mesmo. É por isso que você tem que ser grato a todos os pensamentos e desejos egoístas, como ciúme, ódio, volúpia, ambição e arrogância em relação ao mundo, aos inimigos e amigos, à crítica dos amigos, ao professor e ao Criador. Tudo pode ser verificado, e com base neste fundamento, o seu novo nível pode ser construído, chamado de um novo começo.

Depois de verificar todo o seu mundo e sua condição atual, você começará a ver, acima de tudo isso, a imagem do objetivo para o qual você está se dirigindo. Depois de ter admitido todas as possíveis transgressões do seu egoísmo (as palavras de arrependimento da oração de Rosh Hashaná), verificado e compreendido sua verdadeira essência, você pode imaginar qual é o significado oposto. Caso contrário, não há como.

É por isso que o Criador criou a inclinação ao mal e, além disso, a Torá, os meios para a sua correção, porque a Luz que Corrige está contida nela. No entanto, se você não tem a inclinação ao mal, se você ainda não descobriu e viu o seu egoísmo, você não precisa de qualquer correção. Se você não pretende ser corrigido, a Torá não é para você.

Primeiro de tudo, você precisa sentir que não há nada pior do que você, que você quer engolir todos os outros, vencê-los, você está com ciúmes de todos e odeia a todos. Você se vê como a pior pessoa do mundo? Você consegue justificar o seu relacionamento ruim com alguém depois de ter cuidadosamente verificado isso?

Se você ver que todo pecado é realmente revelado dentro de você, e que você não tem escolha, você chega à oração do arrependimento de Rosh Hashaná. Você exalta a qualidade de doação, o amor pelo outro, ou seja, o Criador, e você quer que ela comece a governar dentro de você.

“Eu criei a inclinação ao mal” significa o arrependimento do mês de Elul, os cinco dias antes do início do novo ano, o período de tempo que levou para criar o homem. Durante estes dias, o mundo do homem está sendo criado, seu mundo terrível. É ele quem o vê tão terrível, em vez de ver o mundo cheio de Luz e bondade, onde apenas o Criador governa, apenas amor e doação.

No entanto, graças a isso, a pessoa chega ao início do novo ano, o novo nível. Ela tem a Torá, os meios para a correção, a Luz que Corrige. Agora, ela sabe como usar a força contida na natureza, como extraí-la em prol da sua correção e, com a ajuda desta força superior, voltar ao bem. Para mim, a força superior é a qualidade superior da doação, em relação às minhas forças egoístas.

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá 26/09/11, Escritos do Rabash

Comente