Textos arquivados em ''

Então Você Saiu Para Protestar? Você Tem Uma Correspondência!

Dr. Michael LaitmanPergunta: No próximo dia 15 de outubro haverá manifestações de protesto social em todo o mundo. Que medidas devemos realizar como resposta?

Resposta: Em primeiro lugar, nós não podemos ficar à margem, longe do mundo, e não podemos nos afastar das pessoas. Porque está escrito: “Eu habito no meio do meu povo”. Ao longo de todas as épocas, os Cabalistas mantinham-se informados de tudo o que acontecia, embora permanecessem em segundo plano.

Ao sentir o estado de ânimo do público e os processos que aconteciam na sociedade, eles modernizavam a ciência da Cabalá em conformidade. Afinal, o destino da Cabalá é revelar a força superior neste mundo. Quando ela se manifestar entre nós, dentro de nós, nós atingiremos a perfeição.

É por isso que nós estamos saindo para manifestações em conjunto com as pessoas. E é melhor que as pessoas não sintam ou nos reconheçam lá. Afinal, uma manifestação não é um lugar para dar explicações. Nós devemos apenas distribuir os nossos materiais, que devem ser pensados e verificados com antecedência. Deixe que os nossos panfletos encontrem seu caminho por diversos países e sejam em diferentes idiomas. Neles as pessoas lerão sobre os verdadeiros problemas e sua solução, e também encontrarão um link para o nosso site, que forneça mais explicações detalhadas.

É muito importante usar citações de cientistas que apóiem a nossa visão. A opinião deles deve ser destacada nas páginas dos nossos sites.

Portanto, nas manifestações nós não devemos socializar com ninguém, nem nos identificarmos com ninguém, mas simplesmente dar panfletos. Assim, nós envolvemos as massas com nossas informações, em vez de perder tempo com conversas pessoais. Em tais circunstâncias, isso é tudo o que nos é exigido. Tudo o resto pertence às mesas redondas, aos debates e esclarecimentos, que são formas inapropriadas neste caso. Dê à pessoa o nosso panfleto, deixe-a colocá-lo em seu bolso ou bolsa, e um ou dois dias depois ela nos encontrará.

Portanto, nós não representamos ninguém, mas simplesmente trabalhamos como “carteiros”, fornecendo uma entrega corpo a corpo. Palavras sábias são ouvidas em silêncio. Elas são reveladas por meio da discussão, através de uma busca por respostas.

Portanto, antes de tudo, não tomem nossos métodos de Israel como exemplo. Tudo é diferente na sua região. Assim, ajam de forma independente. Insiram opiniões dos cientistas nos materiais e dêem a cada participante da manifestação seu panfleto com mensagens claras e as informações necessárias para contato. Além disso, tentem se expressar nos sites dos manifestantes na internet. Para isso você não precisa estar em contato com os organizadores por nenhum meio.

Pergunta: Qual deve ser a nossa mensagem?

Resposta: A mensagem é simples: todos os problemas do mundo são causados ​​pelo fato de que o mundo tornou-se integral e global, mas nós ainda não correspondemos a ele. Pelo contrário, nós ficamos para trás porque não somos unidos e não estamos nos unindo. Para apoiar isso, nós citamos palavras de cientistas como prova.

Além disso, a fim de nos unir, nós não precisamos causar estragos ou derrubar ninguém. Primeiro, nós devemos entender que a união é realmente necessária, e depois ir para discussão. Devemos organizar locais onde iremos nos comunicar uns com os outros e onde estabeleceremos os fundamentos de nossa união. Estes locais serão, na maioria das vezes, virtuais e, portanto, nós convidamos a todos para o nosso site.

O esquema é o seguinte: a causa do problema – a solução – a opinião de cientistas famosos – e o local para o qual convidamos as pessoas a fim de iniciar um debate e chegar a uma solução, em vez de sair às ruas repetidamente. Até quando nós nos manteremos assim e o que isso nos dará?

Além disso, o nosso panfleto deve deixar claro que não somos a favor da desordem. Afinal, existem muitas forças envolvidas num protesto que estão interessadas em mantê-lo.

Da 5ª parte da Lição Diária de Cabalá 10/10/11, “Paz no Mundo”

Feira Do Livro De Frankfurt 2011

Queridos amigos,

Nós precisamos de seus pensamentos para o sucesso do nosso esforço de disseminação na próxima Feira do Livro de Frankfurt. A feira ocorre de 12 a 16 outubro, e mais de dez amigos de toda a Europa estão chegando para ajudar. No evento do ano passado nós assinamos 10 contratos relativos a direitos no exterior, e em 2011 nós assinamos mais de 20.

Foram publicados em 2011: Na Itália, três livros; na Espanha, dois livros; na Noruega, um livro; no Brasil, um livro; na França, um livro; na Alemanha, dois livros; na Macedônia, um livro; na China, um livro; na Suécia, dois livros; na Coréia do Sul, um livro; na Eslovénia, um livro, e na Turquia, cinco livros.

Por favor, vejam algumas capas de livro abaixo.

2011-10-12_-frankfurt_bookfair

O Mundo Está A Um Passo De Uma Crise Completa

Dr. Michael LaitmanOpinião: (Christine Lagarde, Chefe do FMI): “A Diretora Geral do Fundo Monetário Internacional, Christine Lagarde, disse que os governos e políticos de economias desenvolvidas devem tomar medidas para apoiar a recuperação, à medida que o risco de recessão supera a ameaça da inflação.

“‘Os países devem agir agora e agir com ousadia para orientar suas economias nessa nova e perigosa fase de recuperação’, disse Lagarde …

“Embora ‘os políticos ainda tenham opções para apoiar a recuperação’, o âmbito de ação ‘é consideravelmente menor do que quando a crise eclodiu’, disse Lagarde. ‘Os políticos devem estar prontos, se necessário, para tomar mais medidas para apoiar a recuperação, Incluindo medidas não convencionais’”.

Opinião (Robert Zoellick, presidente do Banco Mundial): “O presidente do Banco Mundial alertou que o mundo está ‘a um choque de distância de uma crise de grandes proporções’.

“Os ministros da Economia do G20, que também se reuniram em Washington, prometeram apoio financeiro para ajudar os novos governos no Oriente Médio e Norte da África.

“Zoellick disse que esse apoio era vital.

“‘A crise no Oriente Médio e Norte da África ressalta que nós precisamos colocar em prática as conclusões do nosso mais recente relatório mundial de desenvolvimento. O relatório destacou a importância da segurança do cidadão, justiça e emprego’, disse ele”.

Meu comentário: Em geral, tudo se resume ao Oriente Médio: Israel tem o método de sair da crise. Todos são bem vindos a visitar o site da Garantia Mútua em inglês (Eng), hebraico (Heb) e russo (Rus).

Quase Quarenta Por Cento Dos Europeus Sofrem De Doenças Mentais

Nas notícias (do cbc.ca): “Cerca de 38% dos europeus, ou 165 milhões de pessoas, têm algum tipo de doença mental e a maioria está sem tratamento, estima um novo estudo.

“Os especialistas consultaram mais de 90 diferentes problemas, de distúrbios de déficit de atenção em crianças à demência em pacientes com Alzheimer. As taxas de transtornos mentais não parece estar em ascensão, em comparação a um estudo semelhante em 2005.

“Os problemas mais comuns incluíram distúrbios de ansiedade, insônia, depressão, dependência de drogas e álcool, e demência. Os especialistas estimaram que apenas um terço das pessoas recebem tratamento.

“O estudo foi publicado terça-feira pelo Colégio Europeu de Neuropsicofarmacologia “.

Mudanças Climáticas Levaram À Crise Geral Do Século XVII

Dr. Michael LaitmanRelatório (do Proceedings of the National Academy of Sciences): “Os resultados mostram que o resfriamento de 1560 a 1660 causou sucessivas catástrofes agro-ecológicas, sócio-econômicas e demográficas, levando à crise geral do século XVII. Nós identificamos um conjunto de relações causais entre mudança climática e crise humana. Usando dados de temperatura e variáveis ​​econômicas baseadas no clima, nós simulamos a alternância das denominadas idade “de ouro” e “negra” na Europa e no Hemisfério Norte durante o milênio passado. Nossas descobertas indicam que a mudança climática foi a causa final, e a retração econômica causada pelo clima foi a causa direta das grandes crises humanas na Europa e Hemisfério Norte pré-industriais”.

Meu comentário: Nós esquecemos disso à luz da crise económica, mas a mudança climática irreversível que ameaça a nossa existência vem ocorrendo há muito tempo. Ela é irreversível, porque já não podemos reduzi-la utilizando métodos comuns. No entanto, se pudermos transformar nossa natureza, as condições climáticas mudarão para melhor, para o equilíbrio.

Após Os Protestos: O Mundo Da Propaganda Está De Volta Aos Fundamentos

Dr. Michael LaitmanNas notícias (do ynet.co.il): “Um exame do bolo publicitário para setembro de 2011 mostra que ele é muito diferente daquele de setembro de 2010 em sua extensão, mistura interna e conteúdo.

“Luxos, fora de moda; necessidades básicas, na moda. Consumir por consumir, fora de moda; planejar cuidadosamente as compras, na moda. Hipermercado, fora de moda; mercearia, na moda. Poder, tamanho e transporte, tudo fora de moda. Medidas em tamanho grande foram substituídas por proporções modestas. É muito cedo para dizer se isso é uma mudança profunda ou apenas uma tendência.

“Uma comportamento anti-consumista a longo prazo pode levar a uma verdadeira recessão”.

Meu comentário: Não devemos nos preocupar com a desaceleração da produção e do comércio, e não devemos nos acalmar, dizendo que a desaceleração não vai acontecer. Tudo vai diminuir gradualmente até chegar ao nível das necessidades básicas e não mais do que isso. Caso contrário, nós não seremos capazes de alcançar o equilíbrio com a natureza circundante, e este desequilíbrio será sentido como crises, sofrimento e guerras.

Nós receberemos tudo o que ultrapassa as necessidades básicas do novo reino de nossas relações, da garantia mútua, que abrirá o mundo superior para nós: a sensação de ser preenchido com a eternidade e perfeição.

Fotos Da Minha Palestra Em Eilat – 04.10.11

Aqui estão algumas fotos da minha recente palestra em Eilat, dia 4 de outubro de 2011 .

lecture-eilat-01lecture-eilat-02lecture-eilat-03lecture-eilat-04lecture-eilat-05

lecture-eilat-06lecture-eilat-07lecture-eilat-08lecture-eilat-09lecture-eilat-10

lecture-eilat-11lecture-eilat-12lecture-eilat-13lecture-eilat-14lecture-eilat-15

lecture-eilat-16lecture-eilat-17lecture-eilat-18lecture-eilat-19lecture-eilat-20

lecture-eilat-21lecture-eilat-22lecture-eilat-23lecture-eilat-24lecture-eilat-25

Greves E Motins Por Todo O Mundo

Opinião: (K. Bessmertny, colunista): Nós estamos constantemente recebendo notícias sobre greves, tumultos de rua, marchas e protestos. A instabilidade sócio-econômica se espalhou sobre a Lituânia e a Letónia, a Islândia está em profunda crise, notícias sobre reuniões de protesto vêem da Bulgária, Polônia, Romênia, Itália, Alemanha, França, Finlândia, Argentina, e assim por diante.

A crise econômica global está causando a propagação de estados de ânimo de protesto em todo o mundo a cada dia. Segundo a Organização Internacional do Trabalho, como resultado de eventos dramáticos na economia mundial, os números do desemprego global podem aumentar em 50 milhões, e cerca de 200 milhões de trabalhadores nos países em desenvolvimento podem ser empurrados para a pobreza extrema.

O número de pessoas conduzidas para baixo da linha da pobreza, com renda não superior a dois dólares por membro da família, pode subir para 1,4 bilhões ou 45% do número total de trabalhadores. Se compararmos o que está acontecendo hoje em dia com a Grande Depressão na década de 30, há uma enorme diferença no sentimento de esperança, que nos falta agora.Há um sentimento geral de uma catástrofe iminente, ânimos deprimidos e a incapacidade de mudar qualquer coisa. Nós nem sequer precisamos confiar em nossos sentimentos: nós podemos nos referir às pesquisas de opinião pública.

Hoje em dia, 80% dos cidadãos nos EUA pensam que o país está indo na direção errada e que o governo é controlado por um pequeno grupo que só está perseguindo seus próprios interesses e não se importa com as pessoas. O resultado do desenvolvimento da crise pode ser uma guerra mundial. A crise está levantando a questão da ineficácia e desumanidade deste modelo de relacionamento econômico que só é benéfico para uma fina camada social dos que possuem poder e capital.

Um Sistema Com Um Grau De Liberdade

Dr. Michael LaitmanA Luz criou o ponto do desejo, a única criatura, “a partir da ausência”. Em torno desse ponto, foi necessário construir um sistema no qual este ponto pudesse chegar ao nível da Luz que o gerou: chegar até este nível em plena compreensão e sensação consciente.

Tudo isso teve que ser fornecido ao ponto, exceto uma coisa: a liberdade de escolha no seu desenvolvimento. No entanto, todos os outros meios, qualidades e condições tiveram que ser concedido.

Segue-se que deve haver uma ponte entre a Luz e o ponto de escuridão (ponto negro). A ponte deve se tornar um sistema através do qual a Luz faz um caminho para se rebaixar até o nível do ponto negro que surgiu do nada.

O ponto negro em si é oposto à Luz. Ele precisa absorver todas as formas que existem na ponte entre ele e a Luz. Quando ele incluir todas as formas existentes em si na forma das preparações internas chamadas “genes informativos” (Reshimot), ele se encontrará na extremidade oposta do sistema dos mundos. Então, sob a influência de seus próprios despertares que surgem desde dentro, ele será capaz de começar a subir os graus desses mundos e conhecerá a Luz, por si só.

Todos os meios chegam a ele de Cima: os genes informativos, a luz, forças, desejos e estados. Todos eles, exceto um: a criatura sempre mantém a liberdade de escolha e decide por si só se deve usá-los em prol da subida ou não. Esta é a chave!

Assim como ocorre com o exemplo do Anfitrião e do convidado: o convidado não tem culpa que ele está com fome e tem um bom apetite. Ele não tem culpa que ele é pobre! Nem é sua culpa que há um Anfitrião generoso e poderoso que sabe exatamente o apetite, desejos e gosto do seu hóspede, e que lhe prepararou uma satisfação adequada, em termos de qualidade e quantidade.

Nada fere a dignidade do hóspede aqui, se ele souber como se comportar com respeito próprio e não se apressar em comer. Se ele souber como se conduzir bem, seus defeitos se transformam em méritos, suas fraquezas em coragem, e suas preocupações e queixas numa bênção de santidade.

Da 4ª parte da Lição Diária de Cabalá 06/10/11, “Pticha

Com Que Direito Você Ameaça O Rico?

Dr. Michael LaitmanPergunta : Em Israel, um novo fenômeno está surgindo: ameaças dirigidas aos ricos. Pessoas os acusam de se tornarem ricos às custas da nação e exigem que eles devolvam o dinheiro…

Resposta: Suponha que eu nasci na China, numa família real, e você é o filho do meu jardineiro. Nós somos culpados disso? Não. Mas, enquanto isso, eu estou sendo preparado para a vida na alta sociedade, e você, para cortar a grama. Nós podemos, de alguma forma, nos comparar? Nós não sabemos todas as razões ocultas do porquê temos esse destino. Poderia ser que na encarnação anterior a situação fosse o contrário? A fim de chegar a conclusões, é preciso ver o quadro inteiro, que permanecerá oculto de nossos olhos até o fim da correção.

Algumas pessoas são bem sucedidas na vida, e outras recebem heranças de seus pais. Algumas fazem uma carreira na internet em sua juventude, enquanto eu e você não temos inteligência suficiente ou talvez a sorte de fazer isso. Isto significa que nós simplesmente não sabemos, não vemos onde tudo começa e termina.

As pessoas não se tornam simplesmente ricas. Algumas receberam dinheiro de uma herança, e para outras, as condições foram “arranjadas” pelo Alto, de acordo com seus esforços, habilidades e o plano geral.

Assim, se a pessoa é rica dentro de uma estrutura de leis e conforme as normas aceitas da sociedade, você não pode pedir-lhe seu dinheiro. Ela pagou seus impostos. Ela está limpa perante a sociedade. É verdade que após os impostos, ela mantém 5 milhões de dólares e você só mantém 500. Mas, com que direito você pretende confiscar sua propriedade, que é como ameaçar um estranho com uma faca num beco escuro?

E você também que chamar isso de “justiça”? Em que base?

Se você mostrar desprezo pelo rico e amaldiçoá-lo, é porque você está com ciúmes dele. Como você descreveria a justiça para si mesmo, se você estivesse no lugar dele? É semelhante aos Bolcheviques na Rússia, que confiscaram à força o dinheiro dos capitalistas.

Você precisa entender que “iniciativas” desse tipo vêm do desejo de destruir o país. Elas nunca vão construir, só conseguem destruir. A pessoa que chama isso de “justiça” está realmente trabalhando astuciosamente em detrimento de todos, e acima de tudo, em detrimento dos pobres. Desta forma não vamos conseguir nada.

Da 5ª parte da Lição Diária de Cabalá 06/10/11, “Paz no Mundo”