Negócios Na Polônia

Dr. Michael LaitmanNa Mídia (De Investors.com): “O primeiro-ministro (Polonês) Donald Tusk apresentou a avaliação do governo sobre o agravamento da turbulência financeira internacional na Câmara dos Deputados na sexta-feira (19 de Agosto). Ele disse que seu governo continuaria as políticas responsáveis ​​para garantir que os gastos públicos estivessem sob controle, e que a Polónia é percebida como um país estável e confiável.

É tarefa de todo governo responsável e de partidos políticos ‘proteger o país contra a ameaça do caos, reações nervosas e onda de emoções’, porque tais coisas prejudicaram as economias locais e internacionais, argumentou Tusk. Ele disse que o principal problema dos países tragados pela atual crise foi a reação nervosa de investidores e empresários, bem como a diminuição da confiança dos cidadãos nas instituições financeiras, incluindo bancos…

“A Polônia está bem preparada para evitar uma nova onda da crise internacional, repetiu ele”. Nós temos reservas em moeda, grande o suficiente para o futuro próximo, e a Linha de Crédito Flexível (com o FMI) torna possível proteger de forma eficaz o zloty (moeda polonesa), se for necessário”, assegurou Tusk…

“‘Nós não temos medo de… uma gestão mais eficaz da zona do euro, porque acreditamos que a zona euro está precisando muito de uma gestão forte’, declarou Tusk”.

Meu comentário: Se a crise é global, como ela não poderia afetar um país no meio da Europa, como pode um país não depender da exportação e importação e dos ganhos dos trabalhadores poloneses em outros países? Até mesmo os líderes ainda não entendem o que implica a globalização do mundo.

Comente