Mais Uma Vez Sobre Os Judeus Americanos

Com respeito à posição dos Judeus Americanos durante a Segunda Guerra Mundial (Fonte: Fumaça Humana: O Começo da Segunda Guerra Mundial, o Fim da Civilização, Nicholson Baker, 2008)

“Milhões de fortes e corajosos refugiados Europeus poderiam ser assentados, propôs Baruch, em um lugar chamado Estados Unidos da África – uma grande república  não confessional montada com partes do Quênia, Tanzânia e Rodésia do Norte, todas sob o ‘controle soberano da Inglaterra’. Baruch se opôs a mudanças nas políticas de imigração Americana – afinal, os Estados Unidos estavam em depressão afinal.

‘Os Senhores Baruch e Morgenthau estão preocupados em salvar e esconder suas próprias ‘posições’ na América, e quase não se preocupam com a sorte das vítimas de Hitler’, escreve o professor e futuro Ministro da Suprema Corte Felix Frankfurter numa carta a um amigo. ‘Esses homens se comportam exatamente como fizeram os ricos e poderosos judeus que ajudaram a encorajar o desenvolvimento do Hitlerismos como meio de evitar o Bolchevismo’”.

Comente