As Perspectivas Da Crise

Dr. Michael LaitmanPergunta: Como o senhor vê as perspectivas dos mercados de ações mundiais?

Resposta: Eu não sou de forma alguma um economista. Portanto, esta questão não deve ser dirigida a mim. Eu só vou dizer que o mundo está começando a ficar cansado de tudo o que está acontecendo, e o fato das pessoas terem um mau pressentimento não é um bom sinal. O clima está ficando pior. Os otimistas estão desaparecendo, as pessoas já não acreditam na capacidade dos políticos, a confiança neles esgotou-se, ninguém espera uma normalização, há uma ameaça constante de novas falências e todo mundo está deprimido.

Como Ezra Klein escreve no The Washington Post, ninguém sabe de onde virá a recuperação econômica, mas pode-se dizer com certeza de onde ela não virá: nem dos EUA, Europa, Japão, nem da China, cuja economia “está superaquecida” e onde as autoridades sonham apenas com uma “aterragem suave”; em outras palavras, elas estão com medo da falência e agitação pública.

Por enquanto a sensação é de que nós nos acostumamos com a crise, mas isso é temporário: a natureza nos obrigará a nos darmos conta e sermos semelhante a ela. Nós devemos nos tornar um todo com o ambiente. Isso é alcançado entre as pessoas, observando-se a condição da garantia mútua: uma conexão de bom coração, relacionando-se com a natureza como a si mesmo. Neste caso, o mundo alcançará harmonia, equilíbrio, e isso reinará entre nós.

Comente