Um Círculo Feito De Inúmeras Linhas Retas

Dr. Michael LaitmanBaal HaSulam, O Estudo Das Dez Sefirot, Parte 1, “Quadro de Perguntas e Respostas por Tópicos”, Pergunta 102: O que são as Sefirot de Igulim? Quando não há diferença acima ou abaixo entre as quatro Behinot (fases) no Ratzon (desejo), elas são consideradas como quatro Igulim (esferas, círculos), um dentro do outro, como cascas de cebola.

No princípio, na Luz do Infinito, não havia diferença entre acima e abaixo, devido à autoridade absoluta da força superior que governava o desejo de receber de forma completamente igual. Mas, tendo feito uma restrição e uma tela, e feito a expansão dos mundos desde o Alto até embaixo e o retorno das almas de baixo para cima, o desejo chega ao estado onde ele tem múltiplas qualidades, diferenças e peculiaridades, todas as quais se tornam fechadas num sistema integral. Assim, nenhuma diferença entre elas permanece.

Isso significa que no princípio, no mundo do Infinito no estado 1, o desejo era “circular” (Igulim), como ele é no final, no estado 3. Mas, no começo, o desejo não tinha distinções, uma vez que elas eram invisíveis e tudo parecia o mesmo. 

No fim, na correção final (Gmar Tikkun), também não há diferença. Tendo revelado nesse desejo um número enorme de qualidades, variedades e detalhes, nós unimos todos eles em um sistema integral, onde cada elemento é tão vital como o sistema inteiro. Assim, não há diferença entre eles!

Esse é outro tipo de “círculos” (Igulim) que contém um grande número de linhas “retas” (Yosher). Mas, essas conexões retas alcançam um estado onde elas se fecham num círculo.

Da 3a parte da Lição Diária de Cabalá 25/07/11, Talmud Eser Serfirot

Comente