O Silêncio Como Sinal De Impotência

Dr. Michael LaitmanAs pessoas com o ponto no coração receberam o entendimento, os meios, a capacidade de ajudar o mundo. Temos de pôr em prática o que quer que tenhamos recebido, para nos realizarmos totalmente.

Ainda temos tempo: As pessoas ainda procuram pela causa de todos os problemas, uma oportunidade para melhorar a situação. Entretanto, as pessoas irão perceber que não existe uma solução em particular para o seu país, porque ele depende do mundo inteiro. “Qual é a lógica em nos juntarmos na praça? Como isso irá ajudar-nos? Portanto, eu preciso pedir ao mundo inteiro?”. “Sim, precisa. Vamos encontrar juntos aquilo que não reparámos aqui; vamos perceber de onde a ajuda pode vir”.

Então, as nações irão voltar-se para nós. Os profetas escrevem sobre isto, falando do grande sofrimento no mundo inteiro. Não são apenas calamidades locais, mas epidemias, desastres naturais e por aí fora. Tudo isto para pressionar Israel, apesar do seu tamanho aparentemente pequeno na escala global.

Um drama global está a desvendar-se diante dos nossos olhos. Em Israel, nós ainda não estamos na posição das pessoas que perderam os seus trabalhos ou serviços sociais essenciais, tais como saúde e segurança social. Nos Estados Unidos, por exemplo, um vasto número de devedores não consegue pagar a sua hipoteca, enquanto que suas casas desvalorizaram e custam menos que o crédito que negociaram com os seus bancos.

A situação é desoladora. As pessoas verão isto melhor quando a crise se tornar mais integral e inegavelmente global. Não é uma coincidência que participantes do G8, que se reuniram em Deauville, tenham tido um encontro sem sentido.

Eu não estou rindo deles; não há mesmo nada que eles possam fazer. Um desastre maior chegou, todos percebem isto, e todos estão em silêncio. E eles não conseguem parar os encontros porque têm de fazer algo, nem que seja de fachada.

Da 4ª parte da Lição Diária de Cabala 30/5/11, “A Paz”

Comente