O ABC Do Novo Mundo

Dr. Michael LaitmanNós estamos entrando num novo mundo que está abandonando o luxo e se restringindo em relação ao consumo racional, em relação ao que uma pessoa normal precisa. Nós não seremos capazes de produzir máquinas de lavar roupa que não funcionam em três anos, enquanto que hoje isso está sendo feito intencionalmente para que, ao invés de consertar, a pessoa compre uma nova.

Nós teremos que nos mover para um novo estado de existência. É isso que os governantes mundiais precisam entender. Mas, como eles irão manter suas nações pacificadas? Como eles educarão e explicarão todos os fatos às pessoas?

Por isso nós precisamos preparar um pacote de recursos educacionais que se sustente em uma base firme e demonstre com absoluta clareza o que nós iremos oferecer a todos. Não há outra opção. Nós precisamos estudar o novo mundo.

Você não precisará ir ao trabalho. Você irá, ao contrário, à escola, mas não com o propósito de aprender. Você irá estudar como receber da vida o verdadeiro prazer. Isso vale a pena? Você não será capaz de continuar trabalhando de qualquer jeito; ninguém precisa mais de você. A Grande Depressão foi parte do desenvolvimento, um declínio intermediário no processo cíclico, mas hoje tudo isso mudou. Nós estamos ficando sem recursos. Nós chegamos ao limiar de uma nova fase. Muito têm sido escrito sobre isso.

Assim, nossa tarefa é informar ao público que a antiga era chegou ao seu final. Não há e não haverá mais empregos. Como as pessoas se sustentarão? Bem, façamos somente mercadorias que precisemos e só o suficiente para todos, enquanto aprendemos como as distribuir e como viver no novo mundo.

Nós temos que contar a elas sobre a evolução humana e a história, o crescimento do egoísmo ao seu estágio final, o estágio de integração e as leis pelas quais o sistema integral opera, as interconexões de todas suas partes, e como reciprocidade e conexão verdadeira se revelam nele. Essa é a nossa única opção pois é o que a natureza está nos forçando fazer.

Nós deveríamos chegar ao estado de consumo harmonioso, como os animais que tiram da natureza somente o que precisam para se sustentar. Eles fazem isso instintivamente, sem cálculos, enquanto que nós precisamos estruturar nosso relacionamento com a natureza conscientemente, sensivelmente, através do aprendizado, nos restringindo, e dominando nossa inclinação ao mal, simplesmente porque entendemos que não é permitido fazer de outra forma.

Mas, como iremos satisfazer nossos egos quando o homem quer consumir o mundo e se pede que seja feliz só com comida e abrigo? “Isso é tudo? O que eu sou, um urso numa caverna, um pássaro numa gaiola?”. Certamente não, você irá receber uma satisfação ainda maior do que desejou antes, mas nunca conseguiu. “Isso pode ser feito. Vamos descobrir como chegar lá.

Assim, nós obrigamos o público a aprender, o dirigimos adiante. Ninguém vai querer fazer isso unilateralmente; todos procuram satisfação imediata. Assim, temos que preparar um pacote de recursos educacionais e um sistema de educação pública. Isso vai começar lentamente. Agora mesmo, nós não podemos dizer isso abertamente ao mundo, mas é tempo de perceber e disseminar materiais sobre o que está causando a crise. Isso vai espalhar luz sobre a solução. Afinal, não há nada lá fora. Querendo ou não, você terá que fazer o que deve fazer.

Da 4a parte da Lição Diária de Cabalá 31/05/11, “A Paz”

Um Comentário

  1. É uma realidade por vir, e há necessidade de preparar-se o caminho, através da educação. Os povos precisarão compreender que as dádivas da natureza, podem sem compartilhadas, mas de modo a satisfazer apenas as necessidades dos homens, segregando aqueles desejos originários do Ego. Shalom!

Comente