Cuidado com o Cachorro!

Pergunta: Em relação a sentir ódio ao próximo, eu me sinto como se um “animal” estivesse escondido dentro de mim, que é mais forte do que eu. Como eu posso ganhar o poder sobre esse “animal”?

Resposta: Ganhando poder sobre o nosso ego só é possível sob uma condição: Se olharmos o quanto perdemos por causa desse “animal” que nos controla. Nós somos governados pelo nosso ego, e não nos permitem alcançar uma vida perfeita e eterna num mundo bom e gentil.

Se eu visse o quanto meu ego rouba de mim, o quanto ele tomou de mim e o que não me dá, então eu iria odia-lo. Mas eu não o odeio, e, até mesmo, o amo,eu me identifico com ele porque a minha vida inteira é, na verdade, para realizá-lo. Como posso sentir que o meu ego é a morte para mim?

A coisa mais importante que eu posso fazer é entrar no grupo, o ambiente, de modo que aumente a importância da espiritualidade para mim, a importância da doação e unidade com os outros porque graças a esse em particular é revelada a vida, para mim, no nível humano. Se eu estou impressionado com o ambiente e que o mesmo pode me influenciar, então eu alcanço a força suficiente para superar o meu ego.

Todo o nosso trabalho e esforços são necessários para alcançar a realização do mal, o nosso desejo egoísta. Hoje, parece útil para mim: Quanto mais desejo, mais eu ganho, ganho poder, roubo. Mais, mais, mais … Em nossa sociedade, aqueles que têm um grande ego parecem mais bem-sucedidos.

Tenho que me convencer de que a obtenção de uma boa vida neste mundo me priva de uma vida espiritual, perfeita; e há mentiras que descrevem uma vida boa aqui, neste mundo. Isso só é possível em um ambiente que pode “fazer lavagem cerebral em mim,” me influenciar, me convencer. A opinião do ambiente pode trabalhar tanto em mim que eu quero me elevar acima do poder do meu egoísmo.

Então, vou começar a experimentar a vida em um nível diferente que eu não sentia antes. Isso acontece instantaneamente, não há transição. Imediatamente sinto que há vida fora de mim, e não dentro de mim, quando eu sempre quis me satisfazer o máximo possível. Pelo contrário, sinto a vida quando eu saio deste “animal” que não consegue absorver nada.

Fazendo este primeiro passo, eu revelo o mundo superior imediatamente. Qual é o “mundo superior?” A realidade que eu vivo agora é chamada de “este mundo.” Mas a realidade que sinto fora de mim, na ligação com o meu amigo, com um ser humano, é chamado de “o mundo superior “porque é a nível humano, que é mais exaltado do que o animado.

[45184]

Da Lição 1, da Convenção na Espanha, 03/06/2011

Comente