Aprendendo Com Nossos Problemas

Dr. Michael LaitmanPergunta: Dizemos que o consumo excessivo é o consumo à custa dos outros. Contudo, de forma a ver o mal contido nele, temos de assistir até o final do filme?

Resposta: Não. O Criador não tem escassez de minerais, vitaminas, petróleo, gás, água, ou qualquer outra coisa. Ele arranja-lhe problemas a si neste mundo para que você comece a aperceber-se da sua perda. Você está a perder-se.

O Criador não lhe mostra que em realidade você está a deixar o mundo espiritual passar-lhe ao lado, porque então você perderia a liberdade de escolha. Em vez disso, Ele coloca-o sob os choques deste mundo, dos quais você começa a perceber o mal na sua natureza. Você não revela o Criador como sendo a causa dos seus problemas, mas antes o seu próprio egoísmo.

Então, incapaz de corrigi-lo, você começa a arrepender-se de tê-lo. É assim que você chega gradualmente à percepção do mal. Então o que deve você fazer com ela? Como pode sair da armadilha? Devagar e sempre você chega mais perto da solução.

Falta de recursos, desastres naturais, e pessoas a roubar umas das outras são tudo coisas artificiais no fim das contas. Esta é uma “pequena mudança” com a intenção de nos ajudar a revelar o facto de que estamos a roubar o mundo espiritual uns dos outros.

Em realidade, por que devo eu partilhar o que tenho consigo e satisfazer-me com as necessidades básicas? É apenas de forma a aprender disto e adquirir os desejos que aspiram à espiritualidade. É este o objectivo, e tudo está estruturado precisamente desta forma desde o início. Senão cada pessoa teria o seu próprio planeta.

Da 4ª parte da Lição Diária de Cabalá “Matan Torah (A Entrega da Torá)”

Comente