Você Gostaria De Um Pouco de “Mana Do Céu”?

Por que eles dizem “mana do céu”, se ela foi encontrado na parte da manhã no lugar do orvalho? Não caiu do céu; aparece no chão. Graças ao MAN, que é Bina e Malchut conectado, exaltamos os nossos desejos e damandamos por correção pela propriedade de doação.

Evocando os nossos desejos para evoluir, articulado com o Criador para ser igual a Ele no amor e na doação, é considerado como MAN. Isto é exatamente como uma pessoa se completa depois que ela rasga-se do seu egoísmo. Eu revivo a minha alma no fato que eu gosto da doação e desejo de ser preenchido com Bina, o Criador.

Portanto, eu analiso: queremos ou não? Eu não sou capaz de me realizar? A realização egoísta me preenche como fez no passado, que é descrito como “panelas cheias de carne que eu comi no Egito?”

As vezes sim e as vezes não. Todos os estados que uma pessoa sofre no processo de evolução espiritual são ditos obrigatórios. Cabalá nos diz sobre o mais pequeno por menor que cada um de nós tiver que experimentar. Assim, o sábio diz: “Escreva a Torá nas tábuas do teu do coração”. O coração é o nosso desejo, e cada desejo deve ser submetido a todas essas transformações que a Cabalá descreve.

Quando percebemos que não queremos “mana do céu” e que preferimos voltar para a carne que comemos no Egito, estes são os estados que aparecem dentro de nós durante o trabalho espiritual. É no momento em que você exerce enorme esforço para o avanço onde você descobre os desejos que ainda não foram corrígidos ou esclarecidos. Graças ao fato de que o desejo se desdobra, você o examina, o agarra “como uma cobra que que põe sua cabeça para fora”, a puxa de dentro, a transforma, e se livra dela.

[39978]

A partir da Lição de Porção Semanal da Torá 13/01/2011.

Material relacionado:
A Caverna De Machpelah: O Lugar Da Vida Espiritual
MAN: A Oração Completa
Um Vaso Espiritual Real

Comente