Como Podemos Mudar o Nosso Destino?

Na sabedoria da Cabalá, estudamos o mundo superior, como foi feita toda a criação, e que forças se expandem no nosso mundo corporal. As forças superiores são chamadas “raízes”, e as inferiores (aquelas que se manifestam no nosso mundo) são “ramos”. Não há nada mais baixo nem pior que ele. Isso já é bom.

Tudo o que nos acontece ocorre sob a influência das forças que descendem a nós do mundo superior, desde as raízes. Não há nada no nosso mundo que não tem origem no Alto. Desta forma, não tem sentido culpar alguém por algo: os outros, outras nações, o governo, e a natureza uma vez que tudo é governado pelas forças superiores do Alto até embaixo. Se olharmos para o quadro completo logica e realisticamente, veremos que tudo vem desde o Alto.

Acontece que qualquer problema que encontrarmos, não importa no que ele implique, pode ser resolvido somente se nós ascendermos ao nível daquelas forças superiores e comecemos a influenciá-las.  Assim, seremos capazes de atrair uma influência diferente para nós. Isso é, seremos afetados não pelas primeiras forças, mas ao invés disso, por algum tipo de seus resultados e efeito que nós introduzamos. Somente dessa maneira iremos causar mudanças no nosso mundo, e não por nenhum outro meio.

Nós tentamos, no curso de milhares de anos e usando todo tipo de métodos e práticas, afetar nosso destino. E vemos que não vale a pena. Não há sentido para que supliquemos ao Criador. Ele (alguém que imaginamos como o Criador) não nos escuta. E nenhuma de nossas ações nesse mundo produz qualquer resultado de qualquer jeito. No final, tudo toma o curso que deveria tomar.

Nós, que vivemos neste mundo tempo o suficiente, vemos tudo isso muito claramente; desta forma, nós podemos concordar com a sabedoria da Cabalá que declara que no nível de nosso mundo, não há solução para nada. Nosso mundo é o efeito, e todas as soluções estão no nível de onde as decisões são tomadas: no mundo superior.

Assim, em outras palavras, no  nosso tempo, quando a humanidade, tendo chegado à crise global e integral, está realisticamente encarando um sério problema, e quando tudo que está nos acontecendo abaixo já é parte desse quadro integral, somente então recebemos uma oportunidade de influenciar essas forças gerais ao nos unirmos.

Essencialmente, nós temos que afetar somente uma única força uma vez que só há uma força superior que simplesmente se dividiu em múltiplas sub-forças, forças individuais que nos impactam.

[34479]
Da 5a aula na convenção de Berlin, 29/1/2011

Comente