Humanos Selvagens e Animais Pacíficos

Pergunta: Por que o pecado de Adão e sua quebra foram necessários? O que era tão especial sobre ele que a Luz não poderia ter criado na criatura diretamente?

Resposta: A Luz não poderia fornecer a criatura com o estado do Criador ou a consciência de “quem sou eu”, pois é impossível passar isso de um para o outro. O pecado com a Árvore do Conhecimento é uma condição única onde o prazer  sobrepõe a vergonha. Em cada nível espiritual, estado e decisão, a doação é colocada antes da recepção. É por isso que todos esses mundos são chamados de santos. Mas não é assim no presente caso, a recepção aqui vem em primeiro lugar
prazer!

“Eu comi [da Árvore do Conhecimento] e vou comer mais” implica que não sou capaz de resistir a isso. Vou receber prazer para mim, eu não ligo para o que acontece em seguida. Além disso, eu não me importo nem um pouco o que acontece com o doador.

Eu não posso resistir. A Serpente crescente dentro do homem se desdobra num abismo de desejos não realizados, que constitui a diferença entre um animal e um humano. Antes do pecado, Adão e Eva existiram no nível animado. Depois, eles se tornaram “os seres humanos selvagens.” Mesmo que pecadores, ainda assim são humanos.

Sem isso, toda a criação, não faz sentido uma vez que o plano inicial era concebido como tornar o homem equivalente ao Criador. A força que avança a criação reside na revelação dessa vergonha, a distância entre o Criador e a criatura.

Nos níveis vegetativo, animado e inanimado,  a criatura não está separada do Criador, e segue todas as Suas ordens e não se opõe a Ele com todo o desejo. No entanto, neste novo desejo que se desenrola hoje, neste vazio novo, a criatura se sente oposta ao Criador, e que o primeiro é o convidado e o último é o Anfitrião.
[22946]

Da 4 ª parte da Lição Diária de Cabala de 29/8/10 , “Panim uMasbirotMeirot”

Material Relacionado:
O Ponto De Salvação
Por Que Essa Roda Continua Girando?
O Tipo De Pergunta, O Tipo De Resposta…

Comente