As Concessões Trazem Paz Ao Mundo E À Família

Dr. Michael LaitmanPergunta: É necessário que cada um de nós faça concessões de forma a alcançar a paz no mundo?

Resposta: A questão é: O que é que estamos dispostos a sacrificar? Devemos sacrificar o nosso egoísmo, ódio, e ressentimento. A concessão é como superar um obstáculo. Apenas neste caso, eu supero as minhas qualidades interiores, a minha natureza, e cedo à minha conexão com mais alguém.

Rabash dizia vária vezes que o amor não é uma sensação animal que surge em nós naturalmente, sob a pressão das hormonas. O amor espiritual é algo que nós próprios criamos uma vez que ele não existe a priori. É construído na base das concessões.

A pessoa supera-se, recebe os atributos do Criador, e enquanto faz isso, começa a perceber com quem é que ela se vai conectar. É assim como o amor por alguém nasce dentro dela.

Na medida em que a pessoa ama o Criador, ela ama o amigo, uma vez que apenas com a ajuda do amigo pode ela perceber o seu amor pelo Criador. É semelhante à forma como o amor é construído em compromisso mútuo na família. Uma pessoa não se deve casar porque “se apaixonou”, o qual não é amor, mas um engano que não durará.

Contudo, se duas pessoas percebem que devem formar uma união em prol de um objectivo superior, elas irão conceder uma à outra. Isto será parte do seu trabalho espiritual, uma vez que elas estarão unidas pelo objectivo, e irão construir o amor entre elas.

Este será o amor autêntico que as levará ao amor ao Criador. Afinal de contas, é o Criador quem as obrigará a ceder uma à outra e a estabelecer uma conexão mútua de amor.

Da 4ª parte da Lição Diária de Cabalá 20/12/2010. “A Paz”

Comente