Vá Com O Fluxo Da Natureza

Dr. Michael LaitmanQuer queiramos ou não, nós precisamos aprender a tornar-nos semelhante ao Criador, a fim de nos aproximarmos Dele e sermos como ele. O Criador é a Força Superior da natureza, e esta age em toda a natureza inferior, afetando a todas as suas partes.

Uma vez, o Criador quebrou a criatura em partes, da mesma maneira que o nosso mundo foi formado como consequência do Big Bang, quando uma pequena centelha superior irrompeu, explodiu e criou todo o nosso universo. Da mesma forma, o Criador criou todos os mundos espirituais por meio da descida da Luz até o nosso mundo.

Agora, uma força de correção oposta está começando a reunir todas essas partes no espaço espiritual, e nós não temos como evitar isso. Resistir a essa conexão é o mesmo que lutar contra as forças da natureza; isso só nos trará sofrimento, até desistirmos.

Se nós resistirmos, atrairemos grande sofrimento sobre nós mesmos, e não apenas os habituais problemas familiares, ou de saúde, mas epidemias terríveis, catástrofes ecológicas, e até mesmo guerras atômicas, sobre as quais o Baal HaSulam escreveu. Tudo depende apenas de nossa resistência e falta de vontade em seguir constantemente a força de correção, a fim de melhor nos relacionar a ela.

Tudo isso acontece de acordo com um programa muito específico. Quando nós avançamos de acordo com ele, sentimo-nos bem e confortáveis. Ao acelerarmos a realização deste programa, e mesmo querendo correr na frente dele, sentimo-nos ainda melhor, pois atraímos o Criador com nossas ações e O forçamos a fazer ainda mais, acelerarando a natureza, como se diz: “Aqueles que se esforçam pelo Criador aceleram o tempo”.

Mas quando nós ficamos para trás, o nosso sofrimento e os problemas aumentam conforme nosso atraso, na medida em que se esforçam em nos desenvolver. E isso não ocorre porque o Criador quer nos punir; pelo contrário, é assim como tudo funciona, conforme a lei da natureza!

Não há nada aqui exceto as leis da natureza, que podemos vir a entender e perceber como elas nos empurram como se estivéssemos em um campo de força. Quanto mais longe ou perto eu chego do ponto de equilíbrio, a força do campo (sua intensidade) me influencia na proporção do quadrado da distância, como se ele se esforçasse em trazer-me para o equilíbrio. Por exemplo, eu me distancio em uma medida e a pressão da força dobra; eu me distancio duas medidas e a pressão quadruplica.

Eu preciso entender que o meu menor movimento, um pequeno retrocesso, imediatamente atrai enormes forças de sofrimento. Isto porque qualquer campo, seja no campo da luz, do campo magnético, ou do campo de gravidade, age sempre ao quadrado. O campo espiritual age da mesma maneira. As leis do Criador são constantes.

Está escrito que o justo paga o dobro. É por isso que até mesmo um ligeiro desvio para um dos lados provoca um enorme impacto, positivo, ou, Deus nos livre, negativo.

Da 3ª parte da Lição Diária de Cabala 07/10/10, “A Futura Geração”

Comente