Una-se À Fonte

Dr. Michael LaitmanO contato com o professor e o grupo dá a oportunidade de discernir meu relacionamento com o Criador a cada vez. Com o grupo, você trabalha diretamente, mas quando se refere ao professor, você precisa exaltar a importância de suas palavras e da sua mensagem a seus olhos. De outra forma, você não será capaz de permanecer no curso. O que importa aqui não é somente uma análise teórica, mas também a realização prática, a qual, até agora, foi “deixada para trás”.

Além disso, o estudante precisa estar prevenido contra o desprezo ao grupo e ao professor. De fato, isso realmente impede a oportunidade de avançar e o faz retroceder anos. Eu me sinto muito triste quando testemunho casos assim.

Desprezar os outros é natural em si, mas quando a pessoa não resiste a isso, é um grande problema. Nisso repousa a oportunidade para a autoanálise, uma vez que a medida do desprezo pelo professor e pelo grupo é o grau do desprezo pelo Criador. A única diferença é que no caso do Criador, isso está oculto.

Se a pessoa não luta contra sua atitude desdenhosa e não a supera, ela é “rechaçada” a tal ponto que é triste vê-la aqui de algum modo. Na verdade, ela pensa que está avançando, embora sem o grupo, ela compreenderá em breve que foi afastada do caminho. Então, a pessoa será capaz de reconhecer o que está acontecendo e retornar ao curso.

O desprezo é o pior que pode ocorrer. Eu sinto pena daqueles que são tirados do caminho pelo desprezo.

Nós estamos interconectados de tal forma que toda a abundância alcança você somente através de mim. Essa é a estrutura do mundo espiritual: eu recebo do meu professor, e você recebe de mim.

Nós não devemos nos permitir desprezar a fonte. Pelo contrário, devemos nos apegar a ela com firmeza, com todo nosso coração e alma. Eu estou dizendo isso somente porque nós não iremos alcançar o que desejamos de outra maneira. Para isso, é preciso trabalho mútuo e crescimento da união.

Isso se tornará cada vez mais evidente. Nos anos anteriores, nós não estávamos unidos tão fortemente e não compreendíamos que tínhamos que unir nossas almas. Porém, nossas atuais condições nos forçam a fazer mais isso. Como era de se esperar, problemas, dificuldades, indiferença, e arrogância irão surgir. Nós devemos trabalhar e subir por sobre essa “matéria”.

Da Lição Diária de Cabala 19/11/10, “Todos que Sofrem pelo Público”

Comente