Idioma Eterno

Pergunta: O que é melhor: a leitura do texto original em hebraico, durante uma aula sem compreendê-lo ou ler um texto traduzido?

Resposta: Esta é uma grande questão. Em geral, a léxica cabalística é tão limitada que os alunos tornam-se gradualmente acostumado com ela. Estamos falando ha cerca de algumas centenas de palavras que nos permitem entender o texto hebraico. Vemos isso em Moscou que o grupo lê os textos originais em hebraico.

Eu não acho que, no futuro, qualquer pessoa que persiga o objetivo irá estudar a Cabala em qualquer outra língua. É muito difícil. Nós não aprendemos as letras hebraicas e ainda não começamos a estudar os seus significados internos ou externos.
O Conhecimento da língua cabalística é extremamente útil. Tenho certeza que você já conhece a metade dos principais termos em hebraico, e posso afirmar que você não será capaz de cumprir, sem a compreensão do texto original.

Sim, isso não é simples. Estamos falando de uma linguagem incomum, que é muito diferente do latim. Mas não há nada que possamos fazer sobre isso, a Luz desce até nós, da direita para a esquerda, é por isso que em hebraico a direção da escrita é a mesma.

Além disso, vamos escrever as letras da direita para a esquerda e de cima para baixo, de acordo com a direção das Luzes da Hassadim (Misericórdia) e Hochma (Sabedoria). Todas as letras são compostas por esses elementos. Sua forma é definida por diferentes combinações das Forças Superiores.

Todas as regras lingüísticas e gramaticais também têm um alicerce espiritual. Elas são construídas na interação de Bina e Malchut. Não existem regras em hebraico que são inventadas pelos seres humanos.

Desde o nascimento de Adam 5.772 anos atrás até hoje, nada mudou na língua, nem na escrita nem verbal. Se você encontrar uma pessoa que viveu mil anos atrás, no Egito ou Babilônia, vocês se entenderão com facilidade. Tudo depende da raiz Superior, que é imutável. Leis de interações entre Bina e Malchut são eternas, e é por isso que a língua não sofre qualquer alteração.

Outros idiomas se transformam de acordo com a mentalidade e ética das pessoas que os falam. Há mil anos os seus antepassados usaram linguagem que você dificilmente reconhece hoje. Ortografia e a forma externa das letras, também mudaram com o tempo.

No entanto, o hebraico não é uma linguagem humana, mas uma projeção das forças superiores e suas combinações. Mesmo que não seja conveniente para o homem contemporâneo à utilização do hebraico, não temos escolha. Os cabalistas não podem transmitir o conhecimento cabalístico de outra forma.
[26594]
Da 4a. parte da Lição Diária de Cabala de 15/10/10, “A essência Da Religião e o Seu Propósito”

Comente