Passando Centelhas De Luz Para O Inimigo

Dr. Michael LaitmanPergunta: Se a pessoa não estiver suficientemente preparada para o Congresso e participar, ela dirá: “Isto tudo é muito agradável. As pessoas estão se unindo e isso não é uma coisa ruim”. No entanto, ela não sentirá que esta união contém algo mais elevado, que é diferente de outros tipos de união. Não há problema dela sair da Convenção sentindo-se assim?

Resposta: Cada pessoa tem seu próprio objetivo na vida. A Convenção é um encontro de pessoas que desejam alcançar o Criador, e o Criador pode ser alcançado se você ama o próximo como a si mesmo.

Nós não somos contrários em ter com os mais diferentes tipos de pessoas vindo até nós. Deixe que elas vejam quem somos. Mesmo que a pessoa se oponha à Cabala ou a nós em particular, isso vai ajudá-la a encontrar exatamente o porquê dela ser contra.

De qualquer modo, quando nós entramos em contato com qualquer pessoa, não importa qual a sua conexão conosco, nós passamos parte da Luz a ela e, assim, o mundo inteiro avança para a correção. É exatamente por isso que a quebra ocorreu, só que isso ocorreu em um estado mais dramático. A quebra foi necessária para passar centelhas de Luz aos Kelim que não podem receber a Luz que Corrige. Após a quebra, nós podemos passar a Luz a todos, usando diferentes formas de conexão, mesmo aquelas que não são muito agradáveis.

Portanto, mesmo que nossos inimigos e adversários tenham uma conexão conosco, isso é uma coisa boa. Esta é uma forma de conexão que não é “Panim be Panim” (face a face), mas “Panim be Achor” (face com dorso) ou mesmo”Ahor be Ahor“(dorso com dorso). De qualquer modo, é uma forma de conexão. É por isso que as pessoas às vezes querem lutar para entrar em contato umas com as outras.

Da lição de 22/10/10, Baal HaSulam, Carta 17

Comente