Para Cima Através Dos Degraus De Correção

O Zohar, “Capítulo Tetzaveh” (Comando), Item 114: Há cinco abstenções no dia da expiação: comer, beber, tomar banho, lubrificação, uso de sapatos, e as relações sexuais a ser assistido pelas cinco partes superiores, HGT, NH na qual o dia da expiação, Bina, trouxe, e que são as suas portas.

Já que a transição deve ocorrer da percepção da realidade dos desejos egoístas para a percepção de realidade dos desejos altruístas, os autores do Livro do Zohar (como todos os outros cabalistas), nos avisam sobre as várias correções que  devemos fazer nos nosso desejos, passamos de um nível para o próximo, a fim de avançar cada um dos nossos cinco sentidos para a espiritualidade. Todos os cinco sentidos estão ligados uns aos outros, e por isso temos sempre um Partzuf espiritual, ou seja, uma percepção da realidade definitiva com limitações.

A fim de transcender da percepção da realidade atual para uma mais avançada, temos que aumentar nosso desejo de atrair a Luz que Reforma. Desta forma, vamos construir o Partzuf seguinte para nós em um nível mais elevado. Fazemos isso através da abertura de mais e mais sentidos, a percepção da realidade. Esta é a nossa forma de antecedência.

Todos os obstáculos que O Zohar  descreve como “bode expiatório “, as cinco proibições”, e assim por diante, são apenas limitações. Realizamos estas limitações de acordo com as  “recomendações” dos cabalistas e como resultado, chegamos às correções mais rápido. Afinal, nos dizem com antecedência o que vale a pena fazer em cada etapa, a fim de dirigir-se à percepção da realidade de uma forma mais complexa, interior e mais profunda. Então, sem falhar, nós avançamos com maior rapidez e segurança.

Da parte da Lição Diária de Cabala 6/3/10,, O Zohar

Material Relacionado:
Quando sete são mais forte do que sete bilhões

Comente