A Agradável Cura dos Corações

Todo o nosso trabalho em termos de livre arbítrio é conduzido na ocultação da Governança Superior. Esse período é descrito na Introdução ao Estudo das 10 Sefirot, item 53… “A recompensa é de acordo com o sofrimento”. Desde que Sua Direção não é revelada, é impossível vê-La, mas somente em supressão do rosto, pelas costas… e em dúvida… Dessa forma, a pessoa é sempre deixada com uma escolha de manter Seu desejo ou quebrá-lo. Isso é porque os problemas e dores que ela sofre a fazem duvidar da realidade da Sua Direção sobre as criaturas…

Imagine que você vê uma pessoa na sua frente através do prisma do seu desejo egoísta. Existe o Criador e eu, e entre nós se coloca minha natureza egoísta. É como se uma amável e boa pessoa se aproximasse de mim, como se ela fosse um médico segurando uma seringa na sua mão para me dar uma injeção, e eu sou uma criancinha. Eu estou olhando para esse sorriso amável e a seringa que ela está segurando em sua mão, e eu congelo de horror. Ainda assim ela está se aproximando mais e mais, parecendo que vai me ferir.

Você entendeu? Esse é o estado em que nós estamos. Nós precisamos ser apresentados a Ele, entendê-Lo, e sentir Suas intenções, mesmo que Ele talvez queira nos dar uma injeção. Nós não temos outra escolha se estivermos doentes e precisando ser curados (corrigidos).

Por que Ele arranjou tudo dessa maneira? Ele fez assim precisamente para que nós O conhecêssemos; de outra forma, isso seria impossível. O benefício da Luz só pode ser conhecido desde a escuridão.

Então, você entende que todos esses terríveis quadros imaginários – a injeção, esse mundo inteiro com seus sofrimentos e mal – são meramente os quadros desenhados em nossa substância egoísta. Alcançar o grau da fé significa subir por sobre essa substância e não senti-la mais. Você compreenderá que tudo isso foi uma fantasia infantil que em realidade nunca existiu. A Luz, a amável atitude do Criador, pareceu ao nosso egoísmo como uma dolorosa injeção. Como crianças que têm pavor de seringas, assim nós temos medo Dele.

Material Relacionado:

A Ocultação Está Escondida Dentro de Mim?

Livrar-se Das Garras Do Engano

Todo o nosso trabalho em termos de livre escolha é conduzido na ocultação da Governança Superior. Esse período é descrito na Introdução ao Estudo das 10 Sefirot, item 53… “A recompensa é de acordo com o sofrimento”. Desde que Sua Direção não é revelada, é impossível vê-La, mas somente em supressão do rosto, pelas costas… e em dúvida… Dessa forma, a pessoa é sempre deixada com uma escolha de manter Seu desejo ou quebrá-lo. Isso é porque os problemas e dores que ela sofre a fazem duvidar da realidade da Sua Direção sobre as criaturas…

Imagine que você vê uma pessoa na sua frente através do prisma do seu desejo egoísta. Existe o Criador e eu, e entre nós se coloca minha natureza egoísta. É como se uma amável e boa pessoa se aproximasse de mim, como se ela fosse um médico segurando uma seringa na sua mão para me dar uma injeção, e eu sou uma criancinha. Eu estou olhando para esse sorriso amável e a seringa que ela está segurando em sua mão, e eu congelo de horror. Ainda assim ela está se aproximando mais e mais, parecendo que vai me ferir.

Você entendeu? Esse é o estado em que nós estamos. Nós precisamos ser apresentados a Ele, entendê-Lo, e sentir Suas intenções, mesmo que Ele talvez queira nos dar uma injeção. Nós não temos outra escolha se estivermos doentes e precisando ser curados (corrigidos).

Por que Ele arranjou tudo dessa maneira? Ele fez assim precisamente para que nós O conhecêssemos; de outra forma, isso seria impossível. O benefício da Luz só pode ser conhecido desde a escuridão.

Então, você entende que todos esses terríveis quadros imaginários – a injeção, esse mundo inteiro com seus sofrimentos e mal – são meramente os quadros desenhados em nossa substância egoísta. Alcançar o grau da fé significa subir por sobre essa substância e não senti-la mais. Você compreenderá que tudo isso foi uma fantasia infantil que em realidade nunca existiu. A Luz, a amável atitude do Criador, pareceu ao nosso egoísmo como uma dolorosa injeção. Como crianças que têm pavor de seringas, assim nós temos medo Dele.

Comente