Viajar Com o Rabbi Shimon

Uma pergunta que recebi: Por que os autores do Zohar repetem e explicam as mesmas coisas várias vezes? Não é suficiente explicar os conceitos básicos e prosseguir? Por que eles escrevem tanto sobre coisas que já são claras para nós, por exemplo, que cada elemento consiste em quatro partes, multiplicado por três linhas, que somam doze partes?

Minha resposta: Reiterando, os autores do Zohar dão uma oportunidade para aqueles que já possuem as telas e  recpientes espirituais (Kelim) para executar as ações descritas no livro, quando lê-lo. A pessoa, então, revela essas ações e as executa junto com o Rabi Shimon durante o tempo quando esse escreveu o Zohar. O tempo não existe na espiritualidade, para que o leitor se conecte com o autor, a mão agarra como uma criança segurando um adulto, e prossegue com ele.

Rabi Shimon leva uma pessoa, mostra e explica-lhe as ações e propriedades uma por uma replicando as mesmas ações em vários lugares repetidamente. Por quê? É porque cada vez temos que corrigir uma determinada propriedade dentro do nosso desejo de receber prazer.

Nos parece que já é suficiente; quantas vezes podemos passar por cima das mesmas coisas? Mas isso é porque nós simplesmente não sabemos nem que o sentido dessas coisas são, de fato, diferentes. Os nomes e os títulos têm a mesma aparência, mas cada vez eles representam novas definições internas. É por isso que devemos simplesmente seguir em frente com os autores do Zohar, tentando contato com eles, tanto quanto pudermos a fim de entender melhor o que está acontecendo.

Da Lição Noturna do Zohar de 05/05/10

Material relacionado:
Olho por olho, dente por dente

O Sistema Do Rashbi Revive A Alma Comum

A Doação Tem Milhares de Nomes

Um Comentário

  1. Rav Laitman
    faz-me todo o sentido a repetição pois o Creador repete vez após vez e os homens ainda assim levam muito tempo até que as palavras sejam escritas no coração.
    obrigado e que eu um dia possa ter a alegria do contacto com os autores do zoahr.

Comente