Encontrando O Criador Na Ponte do Amor

Um questão que eu recebi: Como posso doar aos outros se eu tenho que sentir seus desejos como meus? Não estaria dando a mim mesmo?

Minha Resposta: Não, eu vou senti-los especificamente “como” o meu próprio. A distinção entre nós e o ódio continuará a existir; e sobre esse ódio é onde será construida a ponte do amor. Dentro de mim há um desejo egoísta contra os outros, e acima dele, a tela e a Luz Refletida, o desejo de cumpri-los, em vez de eu mesmo. Quando eu realizar esses desejos, será com a intenção de doar.

Me Sentindo, bem como os outros opostos a mim, além de sentir os seus desejos como meus, eles transformam-se em um Partzuf espiritual da minha alma. Todos os desejos que estavam fora de mim entram no “corpo” da minha alma, porque eu os realizo em prol da doação. Como a cabeça ou “Rosh do Partzuf,” Eu só posso satisfazer esses desejos. O resto do meu corpo é os desejos dos outros (pessoas).

Se fôssemos um retrato espiritual do Partzuf, a cabeça é o “Eu” original, enquanto seu corpo é o desejo de todas as outras pessoas. Caso contrário, quem eu estaria gratificando, eu mesmo?

Eu atraio a Luz para transmiti-la para os outros, isso é, eu sou o chefe, que decide realizar tal ação. Quando eu completo os outros, torno-me semelhante ao Criador em relação a eles.

É por isso que eu sinto que o Criador se manifesta dentro da alma do corpo, dentro dos desejos que se tornaram meus. O Criador sou eu, e isso significa que eu fundi com ele. Os desejos pertencem aos outros e, completando-os me torno semelhante ao Criador.

Isto é como um Partzuf espiritual é construído: A cabeça contém seus pensamentos, desejos, os desejos dos outros, e a decisão de como agir; enquanto o corpo é constituído de desejos dos outros que se tornaram como seus próprios. Amar ao teu próximo “como a ti mesmo”,  é como sentir a fusão com o Criador e seu novo mundo.

Da terceira parte da Lição Diária de Cabalá de 27/04/10, do Kabbalah 4/27/10, do artigo “Matan Torá”

Material Relacionado:
A Maior Luz é Revelada Acima do Maior Ódio

Comente