O Criador Permanece Perto dos Corações Partidos

O Zohar, capítulo “VaYaera” (E o Senhor Apareceu), item 510: ” E o anjo da Sua presença os salvou”. Assim, Ele estava com eles na aflição, desde que ele começa a dizer, “Em todas as suas aflições Ele estava aflito…” Quando Israel estava no exílio, a Divindade está no exílio com eles, também, como está escrito:” então o Senhor teu Deus transformará tua capacidade, e terá compaixão de ti”.

O Criador permanece junto com a criatura somente nos períodos de perigo ou exílio. De outra forma, o orgulho, o ego, e a aspereza do desejo de receber prazer os separam.

Quando a criatura está num caminho prejudicial, sentindo exílio ou amargura, é capaz de sentir o Criador e estar próxima a Ele, como está dito: “O Criador permanece perto dos corações partidos”. Não existe outra maneira de despertar a criatura, de se aproximar dela, e ficar junto dela exceto nos tempos de inquietação. Estando nesse estado, a criatura desperta.

Porém, se a Criatura deseja ardentemente causar sobre si mesma “sofrimento de amor”, se ela sofre por causa da ausência de conexão com o Criador mais do que com os problemas terrestres, ela ascende e se torna capaz de alcançar estados avançados. Ela então vive uma vida repleta de bênçãos e prazer.

A sensação de deficiência e escuridão que a criatura experimenta enquanto está separada do Criador não desaparece; ela permanece dentro dela. Essa sensação permanece no espaço vazio debaixo e dentro dela, bem como em todo o bem que está acima dela.

Comente