Inveja, Honra e Ambiente

Dr. Michael LaitmanNós não temos outro meio para o avanço, nenhuma outra alavanca que nos ajude, senão a influência do ambiente. Se eu estou totalmente focado em mim, que força pode, finalmente, dirigir-me na direção oposta, de dentro para fora? Eu não possuo tal força. Todas as minhas forças trabalham “para mim”, “em meu benefício”. Como eu posso criar uma ação oposta, “em benefício do outro”? De onde vem uma força de tal natureza?

Para isso, nossa alma foi dividida em duas partes: eu e o ambiente (o mundo). A única liberdade que temos é escolher o que é mais importante. Se você quiser alcançar a espiritualidade, você tem que organizar o seu ambiente de modo que ele prevaleça sobre você. Na realidade, ele não é o ambiente externo, mas a sua alma, o seu AHP, as “vestimentas” e a “casa” do Kli de sua alma, que apenas aparentemente estão fora de você.

A inveja e a honra lhe atraem a um determinado ambiente, para as partes de sua alma. Assim, você pode organizar estas partes artificialmente, para que elas lhe influenciem.

Do nosso nível, nós temos recebido essa abordagem psicológica. No entanto, internamente, é uma abordagem espiritual. Eu me conecto com os desejos (Kelim) que supostamente me cercam, e uso meus sentimentos de inveja e honra. Ao fazer isso, eu basicamente atraio esses desejos de volta para mim, para que eles se conectem comigo e definam o meu sistema de valores.

Portanto, qual é a fonte da inveja e da honra? É a quebra das almas em duas partes: eu e meu mundo. Ao desejar usar a “ajuda contra ele”, contra o meu ego, eu emprego os meus desejos externos para que, em troca, eles me influenciem.

Consequentemente, nós descobrimos que trabalhamos concosco mesmo, com nossos desejos, com nossas propriedades, e é assim que foi instituído desde o pincípio. Porém, sem organizar o ambiente, a outra força, que é capaz de me levar “pela orelha” e dirigir-me aos meus verdadeiros desejos (a alma), não está presente, e nunca será revelada.

Não há nenhuma outra força no mundo, senão o ambiente. O sofrimento só pode tornar-nos mais sensíveis e nos impelem a encontrar a solução. No entanto, a solução será a mesma: colocar-se sob a influência do ambiente.

Comente