Vamos nos Inspirar com a Espiritualidade

Is There Anything Spiritual About Great Works of ArtUma pergunta que recebi: Em poucos dias nós estaremos juntos no Congresso Mundial de Cabalá, onde tentaremos sentir o desejo das milhares de pessoas que aspiram alcançar a espiritualidade. Mas como é possível sentir o sofrimento dos outros pela falta de espiritualidade, se nós somos incapazes de compartilhar o sofrimento material de outra pessoa?

Minha Resposta: Vamos tentar alcançar isso juntos. Cada um de nós sente um leve sofrimento causado pelo desejo de espiritualidade, mas este é constantemente subjugado pelo fato de que o nosso desejo de receber prazer cresce eternamente.

A solução é que precisamos aumentar o nosso desejo pela unidade, em vez do nosso desejo pela espiritualidade. Embora seja a mesma coisa, o nosso egoísmo apresenta a espiritualidade como uma aquisição pessoal, enquanto a unidade é apresentada como uma ação material.

Continuação da Pergunta: É assim que retornamos ao estado em que existíamos como uma única alma, o Mundo do Infinito?

Minha Resposta: Sim, nós só podemos alcançar esse estado através da união com os outros. No entanto, ela deve ser uma união de almas e não de órgãos ou metas corporais.

Continuação da Pergunta: Mas nós somos incapazes de alcançar este estado.

Minha Resposta: Nós só precisamos pedir por ele, elevar MAN, para que a Luz nos dê a força de união.

Por um lado, todos nós precisamos revelar o egoísmo em nós, a nossa aversão mútua e a indiferença para com os outros. Por outro lado, nós temos que compreender que somente a Luz pode corrigir tudo isso, e implorar que ela nos corrija.

Continuação da Pergunta: Mas eu nem tenho vontade de me corrigir.

Minha Resposta: É por isso que se chama “a oração que precede a oração”, ou um desejo que precede o desejo. Nós começamos com coisas simples: nós vamos dançar, cantar e fazer tudo juntos. Conseqüentemente, estas ações físicas, simples e primitivas do nosso mundo nos darão o gosto pela unidade. Elas despertarão o nosso coração material cada vez mais, até alcançarmos o nível mais alto da espiritualidade.

Existe uma história sobre um Cabalista que costumava pagar os músicos de rua (Klezmers) para tocarem para ele. Ele ouvia a música deles e era inspirado pela espiritualidade. A sua esposa o repreendeu: “Não há nada para comer em casa, e você está dando os nossos últimos centavos para esses bêbados! Eles só irão beber!”.

No entanto, ele respondeu: “Isso é irrelevante. Eu não posso viver sem a música deles. Eles podem ser bêbados que não entendem nada, mas eu preciso despertar agora, e eu não consigo sair deste estado sozinho”.

Esta é a história sobre um grande Cabalista que daria o seu último dinheiro aos músicos de rua só para ouví-los tocar um pouco. Caso contrário, ele seria incapaz de continuar suas correções.

E agora nós faremos a mesma coisa.

Comente