O Infinito Multiplicado Por 613

clip_image001Quando nós retornamos para o Mundo do Infinito, todos nós, cada célula da alma comum torna-se infinita, da mesma forma que todo mundo está conectado e incluído dentro de mim. Através da minha pessoa eu os levo ao Mundo do Infinito. Eu não tenho qualquer Luz. Cada célula se conecta à Luz Circundante e recebe dela. Em outras palavras, eu tenho uma conexão pessoal com o Criador, e a Luz ou o amor Dele flui através de mim para todo mundo; eu satisfaço e sirvo cada um deles. Eu completo o meu próprio pedaço dentro deles a partir da quebra dos vasos. Eles não precisavam desta satisfação antes, pois viviam no Mundo do Infinito como células independentes, conectadas numa existência simples fornecida pelo Criador. Lá, eles não tinham a sensação ou a compreensão dos outros; tudo era quase completamente inanimado, com apenas um vislumbre da vida – a Luz de Nefesh no desejo de Keter.

Além do meu eu individual existe também o “eu” que está incluído em todos os outros, visto que agora estamos todos incluídos dentro de cada um. Eu existo em cada um deles, quer eles gostem ou não. O meu eu individual é a minha “principal área de trabalho”, o departamento central que está conectado a todos os meus representantes em todas as outras almas. Através da minha inclusão em todas as almas, eu influencio cada uma delas, proporcionando-lhes a parte que eu sou responsável. Tudo funciona como um todo, como um sistema interligado.

O nosso corpo físico funciona de acordo com o mesmo princípio. Se uma determinada célula não consegue compreender as ordens do cérebro, então ela não pode funcionar corretamente. Parte do cérebro também está incluída em cada célula, permitindo que ela compreenda o cérebro e cumpra suas ordens. E se essa parte da célula não sentir de que forma ela está conectada à função de todos os outros órgãos, e pára de funcionar de acordo com comandos do núcleo, então ela se torna uma célula cancerosa ou simplesmente morre.

Em outras palavras, a quebra dos vasos nos dá uma oportunidade de retornarmos ao Mundo do Infinito e criarmos um infinito real, onde todo mundo está incluído em todas as outras células da criação, agindo como o Criador em relação aos outros. Neste estado, eu terei atingido o meu eu pessoal à semelhança do Criador, visto que eu dou a todos os outros, e eles são incapazes de existir sem isso. E isso é verdade com todos. É por isso que nós retornamos ao Mundo do Infinito, que é 613 (TARAKH) vezes maior. Isso é apenas um número, e nós não podemos realmente medir o seu alcance, pois ele indica a força da interconexão de todas as almas.

Comente