Como Devemos Entender a Torá?

perfect.jpgTrês perguntas que eu recebi em relação a forma correta de interpretar a Torá e outros livros sagrados:

Pergunta: Eu estou muito confuso a respeito da Torá “oral” ou do Talmud. Eu entendo que a Torá é uma dádiva do Criador para nos guiar no caminho certo na vida, e, às vezes, nós temos que compreender as histórias da Torá num nível metafórico, não literal. Então como você explica o aspecto literal do Talmud e que parece ter sido escrito por Rabinos? Como eu entendo, os sacerdotes e o Sinédrio eram corruptos – o que causou a destruição do Templo.

Minha Resposta: Recentemente nós começamos a ler O Zohar. Ao lê-lo junto conosco, você também será capaz de ver como os outros livros sagrados foram escritos.

Pergunta: Eu tenho lido seus posts, achando-os bem interessante. Como eu posso ver pelas fotos, você é um judeu; portanto, a minha pergunta é a seguinte: O que a Cabalá tem a ver com a religião de Moisés? Ela é como um manual para que os seres humanos leiam a Torá?

Minha Resposta: É impossível compreender a Torá sem a Cabalá, porque, externamente, a Torá parece ser um conto histórico, enquanto que a Cabalá a revela para nós como um método de correção, e um livro sobre a estrutura do Mundo Superior.

Pergunta: Na Torá, quem (ou  que força) foi Melquisedeque? E por que Abrão pagava o dízimo a ele? A Torá diz que Melquisedeque era um sacerdote de Deus, mas eu pensei que Abraão foi o primeiro a descobrir, para não dizer alcançar, o Criador.

Minha Resposta: Melquisedeque personifica a qualidade da justiça do Criador. Da mesma forma, todos os personagens da Torá não são homens ou mulheres, mas descrições das qualidades humanas. Tudo o que está escrito na Torá está descrevendo alterações específicas e consecutivas que acontecem dentro em uma pessoa.

Comente